fbpx

Supere medos , conflitos e bloqueios!

Vamos juntas , em Coragem e Amor, superar nossos medos , conflitos e bloqueios!

Sairemos fortes e vitoriosas, pois vamos lutar a boa luta e vencer o nosso maior inimigo: eu mesma, aquela em mim que esconde , mente e sabota .

Vou me conhecer! Vamos juntas com Iansã ! Vamos Guerreiras de Iansã!

29/06/2019

Sábado

HORÁRIO

15h

LOCAL

Tikura

PROGRAMAÇÃO:

Limpeza energética e conversa introdutória

Purificação nossa e de nossa ancestralidade com a Boneca de Palha de milho

Mandala

Oferenda a Iansã

Ritual com Ayahuasca

Sananga ( Colírio indígena)

Rapé indígena

IANSÃ

Orixá feminina do Trono Divino da Lei.

Ordenadora e movimentadora de forças que estão estagnadas, abrindo assim caminhos de amor, prosperidade, saúde…

Iansã tem poder para cortar magias negras, elos obsessivos e afastar o mal físico e espiritual que nos atormenta e fecha os caminhos.

Iansã é uma guerreira por vocação, sabe ir à luta e defender o que é seu. É a mulher que sai em busca do sustento; ela quer um homem para amá-la e não para sustentá-la. Desperta pronta para a guerra, para a sua lida do dia-a-dia, não tem medo do batente: luta e vence.

A força de Iansã “alimenta” a mulher, por resgatar em nós a CORAGEM, BRAVURA, A FORÇA DE FAZER ACONTECER, A SENSUALIDADE E AUTO ESTIMA.

Neste Círculo de Mulheres, honraremos essa Sagrada Guerreira e a parte dela que habita em nós.

Rapé – opcional

O rapé é um pó feito de ervas e cinzas de árvores que são moídos e transformados em um pó fino e aromático, que é aspirado ou soprado pelas narinas. Seu uso é ancestral e já esteve bem presente em diversos lugares e épocas.

No norte do Brasil, povos indígenas usam o rapé há séculos (antes da chegada do homem branco). Algumas etnias, tais como a Huni Kuin – Kaxinawa e a Yawanawa, tem o rapé como uma “medicina” (associada ao uso terapêutico e espiritual).

O rapé é uma medicina que contém um espírito com grande poder, trazendo curas, proteção e afastando todo tipo de males. Outro ponto a salientar, é que o rapé não é aspirado, mas sim soprado nas vias nasais através de uma espécie de canudo, chamado de “tepi”. Também pode ser auto aplicado através de um instrumento chamado de “curipe”.

Mandala

Este trabalho se realiza em um ritual diante e dentro de mandalas que são direcionadas à cura em todos os níveis, seja no nível físico, emocional, mental, material, espiritual…

As mandalas são escritas com a Simbologia Sagrada, com ervas, flores, velas e outros elementos de poder usados nesta magia do Bem e do Amor.

As mandalas são direcionadas à purificação, desobsessão, quebra de magias negras e reorganização na vida e espírito das participantes, proporcionando a abertura dos caminhos em todos os níveis.

Ayahuasca

Ayahuasca, nome quíchua de origem inca, refere-se a uma bebida sacramental produzida a partir da decocção de duas plantas nativas da floresta amazônica: o cipó Banisteriopsis caapi (mariri ou jagube), que serve como IMAO e folhas do arbusto Psychotria viridis (chacrona ou rainha) que contém o princípio ativo dimetiltriptamina.

É também conhecida por yagé, caapi, nixi honi xuma, hoasca, vegetal, daime, kahi, natema, pindé, dápa, mihi, vinho da alma, professor dos professores, pequena morte, entre outros. O nome mais conhecido, ayahuaska, significa “liana (cipó) dos espíritos”.

Utilizada pelos incas e também por pelo menos setenta e duas tribos indígenas diferentes da Amazônia. É utilizada em países como Peru, Equador, Colômbia, Bolívia e Brasil.

A utilização de substâncias naturais que potencializam a percepção é uma prática milenar presente em várias culturas. Historicamente sabe-se que o uso de plantas de poder sempre teve a finalidade de alterar a maneira cotidiana de entender as coisas, estabelecendo uma ponte entre os homens e as suas divindades.

Diversos registros confirmam isto. Estudos indicam que os Essênios já utilizavam plantas de poder em rituais de iniciação. Os índios mexicanos e norte-americanos utilizam o cacto Peiote. Há amplos registros de uso de cogumelos pelos povos da América Central. Os registros mais antigos indicam que os Vedas, a 3.100 a.c. já praticavam rituais onde comungavam uma bebida conhecida como “Soma”. Na América do Sul temos o uso da Ayahuasca, proveniente dos Incas.

No Brasil a Ayahuasca vem sendo utilizada há milênios pelos povos indígenas da região amazônica, e recentemente pela União do Vegetal e pelo Santo Daime. A proposta básica destes e de diversos outros grupos é atingir o autoconhecimento através de experiências de tipo místico-espiritual, onde por meio de visões e estados de expansão da consciência chega-se a um estado de integração total com o cosmos, com a natureza e com o Criador.

Sananga:

É um colírio indígena , preparado a partir de um arbusto (tabernaemontana sananho) encontrado na floresta amazônica.

É extraído da casca da sua raiz um sumo, em decocção ao, é utilizado como colírio natural que opera em duas vertentes energéticas de cura: a física e a psicológica/espiritual.

Apazigua a mente, propiciando melhor visão interna, discernimento e equilibra as emoções.

No físico, com uso contínuo traz a cura de doenças dos olhos e previne catarata.

Indicada em casos de doenças como: Glaucoma, catarata, miopia, astigmatismo, hipermetropia, distrofias, alterações das cores….

INFORMAÇÕES IMPORTANTES!

– É expressamente proibido o uso de bebidas alcoólicas e drogas durante toda a vivência.

– Referente à vestimenta para os trabalhos com ayahuasca: saia ou vestido longo, de preferência branca(o).

– Trazer: travesseiro e manta (opcional)

– Trazer roupa de frio

– Não é permitido abandonar o trabalho até o final da vivência.

– Menores de idade somente participam com autorização dos pais.

– É necessário assinar o termo de responsabilidade para fazer a vivência.

– Trazer documento de identidade original para participação do trabalho . É Imprescindível.

– É possível dormir no local.

Satisfação comprovada

Fomos abraçados espiritualmente!!

Gratidão pelo o que recebemos nesse encontro!
Processo de libertação e cura!!
Amor e zelo por parte dos dirigentes!!

KKaka Salomão

Beleza e cuidado em cada detalhe!

Gratidão

Mar_eugenia_sal

Gratidão por esse momento.

Noite de curas.

7.luas

Bom dia!

A todos! Estou leve! E muito feliz!

Gratidão!

Elisangela

Bom dia gratidão à todos!
Principalmente ao TIKURA e organizadores! Vcs são maravilhosos sem palavras!
vida nova!

Encantada com tanta beleza e carinho dedicados à nós!
Trilha sonora maravilhosa

Carolina Lima:

Bom dia Pessoal!

A celebração foi impecável,  irretocável e perfeita.  Cláudio e Vanessa vocês realizaram tudo com amor,  maestria e excelência.  A Equipe é funcional,  precisa e assertiva. Essa combinação harmoniosa possibilitou acessar e manifestar minha melhor versão.

Universo obrigado por esta experiência transformadora,  TRAGA-ME MAIS  !

Afetuosamente Gustavo!

Gustavo

Amor e gratidão!

Obrigados a todos por me encorajar a seguir nesse processo lindo de cura.

Minha gratidão a toda equipe e a todos que compartilharam dessa vivência linda.

Simone Moreira

Muito Obrigado a todos por esse trabalho maaravilhosoo nao ha palavras que descreva a imensurável gratidão, me sinto muito mais leve e banhado pelo amor de mamae oxum obrigado de coração.

Devido a meu ritimo de vida nao posso estar muito presente fisicamente no tikura mas meu coraçao sempre estará !!! Vocês são maravilhosos é um Trabalho fantástico que sera cada vez mais abençoado

Agradeço agradeço agradeçooo infinitamente !!

Tikura salva vidas e constrói uma nova era de amor, união e respeito entre todas as tribos

Gratidão

Gustavo Amorin

Responsáveis pela Vivência:

Terapeuta formada em Psicologia Transpessoal,  Radiestesia e Radiônica, Iridologia Orgânica, comportamental e identificação de eventos traumáticos na Íris , Master Reiki no Sistema Usuí e Magnified Healing, Reiki OMROM, Reiki Ervas Multidimencionais, Orixá Reiki Magnificado, Homeopatia, Cromoterapia, Tarô terapêutico, Terapia Xamânica, Massoterapia, professora e iniciada em Magia Divina do Fogo e Raios, Terapeuta Sistêmica Fenomenológica (Consteladora Familiar Xamânica), Doula, idealizadora dos cursos Magia das Ervas e Magia da Consciência e os Tronos de Deus e condutora de Círculo de Mulheres com ervas de Expansão de Consciência e Benzedeira.

Conheça o Tikura

Perguntas Frequentes

Faço uso de remédios controlados, posso participar da vivência?

Para quem faz uso de remédios controlados, pedimos primeiramente que peça autorização ao médico, psiquiatra que esteja fazendo tratamento. Após isso entrar em contato para uma conversa conosco.

É possível participar de uma vivência com ayahuasca e estar usando remédio, como por exemplo: antidepressivos, ansiolíticos e outros. Porém adotamos como pratica do Tikura , primeiro a permissão do médico com quem faz o tratamento alopático e depois uma conversa conosco.

Nunca participai de nenhuma vivência deste tipo, posso participar?

Sim. Para quem nunca participou de uma vivência com expansão de consciência poderá participar desta. Pedimos que informe no ato da inscrição que é a primeira vez. Para termos uma conversa explicativa de como funciona esta experiência tão profunda e transformadora.

Tenho que usar todas as medicinas que serão ministradas na vivência?

Para participar desta vivência é obrigatório o uso da ayahuasca. O rapé e a sananga fica opcional. Porém indicamos que participe do ritual completo, cada medicina tem sua função que em conjunto torna a transformação do ser mais profunda e completa.

Posso dormir no local?

Sim. Caso queira dormir no Tikura isso é permitido, inclusive pode decidir após a vivência se quer ou não pernoitar na casa. É oferecido tatames para isso.

Se precisar sair antes da vivência terminar, é possível?

Não. De forma alguma liberamos a saída antes do trabalho terminar. É importante que tenha isso bem esclarecido. É uma regra de segurança energética e espiritual que adotamos.

Preciso ficar sentado o tempo inteiro durante a vivência?

Não. Durante o trabalho você pode andar, sentar, deitar e dançar.

Qual o suporte o Tikura oferece para quem participa da vivência?

O Tikura prima pelo cuidado e atenção durante todo seu processo de conscientização que a vivência estimula. Após 3 dias terminada a vivência uma conversa terapêutica é aberta para aqueles que necessitem da conversa.

O amparo antes, durante e pós vivência é fundamental e garantimos este cuidado!

VAGAS LIMITADAS!

Aberto para mulheres!

DEPÓSITO BANCÁRIO

Ganhe 10% de desconto na finalização da sua inscrição.

R$30o,00

CARTÃO DE CRÉDITO

Ganhe 10% de desconto na finalização da sua inscrição.

R$334,00