SHANKHAPRAKSHALANA: LIMPEZA DOS INTESTINOS

Esta técnica não está presente como um dos shat-karmas descritos no Hatha Yoga Pradipika, mas encontra-se como uma das variações citadas na Gheranda Samhita sob o nome de Varisara Dhauti. A palavra Shankhaprakshalana vem das palavras shanka, “concha”, representando os intestinos em sua forma circular, e prakshalana, “lavar completamente”. Varisara igualmente é composta por duas palavras, sendo que vari significa “água” e sara significa “essência”. Esta é uma técnica poderosa, que tem um profundo efeito de limpeza e desintoxicação do corpo.

Sabe-se que a constipação é um mal crônico de nossa sociedade moderna, sendo uma das principais causas do envelhecimento prematuro pela auto-intoxicação que envenena progressivamente o organismo. Essas toxinas passam diretamente ao sangue através da parede do cólon, altamente permeável, razão porque muitos remédios são administrados sob a forma de supositórios, assegurando sua absorção muito mais rápida que a por via oral. A constante auto-intoxicação assim produzida leva a inconvenientes, tais como a halitose, insônia, depressão nervosa, hemorroidas, erupções cutâneas, congestões hepáticas, anemias e câncer.

Os especialistas em autópsias dizem que 60% a 70% dos cólons dissecados contêm matérias estranhas, tais como vermes, de dezenas de anos. As paredes interiores do intestino fino são também seguidamente incrustadas de matérias fecais antigas e duras, lembrando as chaminés que necessitam serem raspadas.

A prática regular dos asanas estimula o funcionamento da circulação, desfazendo as estases sanguíneas do baixo-ventre, facilitando o peristaltismo intestinal, aliviando e curando a maior parte dos casos. Contudo, a prática de shankhaprakshalana que será mostrada a seguir aprofunda ainda mais esses efeitos.

Shankhaprakshalana é uma técnica relativamente simples, pela qual ingerimos água salgada, na mesma concentração do soro fisiológico, para que não seja absorvida pela mucosa intestinal. A água assim ingerida é guiada através do tubo digestivo com o auxílio de movimentos adequados e facilmente executados, mesmo por principiantes. Esta auto-lavagem deve ser feita em jejum e dura, em média, uma hora e meia. À medida que a água é eliminada, observa-se a expulsão de pequenos sedimentos que estavam incrustados na mucosa intestinal e que são responsáveis por fermentações pútridas e irritações crônicas. A água eliminada torna-se cada vez mais clara e transparente até sair completamente limpa. É necessário alternar a ingestão de um copo de água com a realização dos exercícios apropriados, a fim de que não haja acúmulo de líquido em nenhum ponto do aparelho digestivo e que a água continue em movimento. Os resultados fazem-se notar, ainda, em relação a casos de verminoses, quando a expulsão dos ovos e larvas é feita pela pressão da água em movimento.

O procedimento do shankhaprakshalana limpa completamente todo o trato intestinal, desde o estômago até o reto, tonifica as paredes intestinais e favorece o peristaltismo. Pela eficácia de seus resultados, basta executá-lo duas vezes ao ano, sendo a época da mudança das estações a ocasião mais indicada.

O exercício não apresenta nenhuma dificuldade e nenhum perigo, mas a técnica deve ser seguida rigorosamente.

EFEITOS

Shankhaprakshalana é, provavelmente, a melhor maneira de limpar completamente o seu organismo físico, removendo praticamente todas as fezes, vermes e podridões acumuladas em seu intestino por anos a fio. Alivia problemas digestivos como a indigestão, gases, acidez e constipação. Mentalmente, todas as impurezas também são expelidas, sendo um bom momento para reavaliar seus planos.

CONTRA-INDICAÇÕES

Pessoas com problemas na coluna ou em algum lugar do sistema digestivo e excretor devem procurar o seu médico e ou estudar outra forma de aplicar desta limpeza.

Duração do procedimento: uma manhã

Faça o seu pré-agendamento com a TIKURA. Clique no botão abaixo e aguarde o contato da nossa equipe para confirmarmos seu agendamento.