Deusa Minerva – Crenças

DEUSA MINERVA – CRENÇAS

CRENÇAS

Sou aquilo que penso.

Minha vida é formada e moldada

pelo que digo a mim mesma.

Quem sou no mundo

é o que penso que sou.

O que tenho no mundo

é o que penso que posso ter.

O conteúdo da minha mente

é o que eu escolho.

Eu descarto, corto, jogo fora

aquilo que não contribui para nada.

O que os outros pensam de mim

é a história deles

e diz muito mais sobre eles

do que sobre quem eu sou.

Na minha jornada

eu me certifico de que aquilo que carrego

seja de minha própria e cuidadosa escolha

e me sirva bem.

 

MITOLOGIA

Minerva, deusa romana e etrusca da inteligência, da criatividade, da sabedoria, das habilidades domésticas e manuais, era a protetora dos artesãos, de todas as pessoas cujo trabalho manual era guiado pela mente. Seu nome vem da antiga raiz da palavra “mente”. Minerva aparece aqui com sua árvore, a oliveira. Ela usa uma égide, um peitoral ladeado por serpentes, e uma coruja em seu toucado que a identifica como a Deusa da Morte e dos mistérios mais profundos.

SIGNIFICADO DA CARTA

Minerva veio para dizer que está na hora de examinar as suas crenças e mudá-las, se elas não alimentam a sua totalidade. Como pensamentos velhos, desgastados, insalubres estão minando a sua vida, a sua energia e a sua felicidade? Você acredita no que as outras pessoas pensam e/ou dizem a seu respeito? Você ainda está rodando a fita de mensagens negativas que seus pais e/ou as pessoas que tomavam conta de você lhe deram quando era criança? Você acredita no pior sobre si, ou no melhor? Suas crenças são rígidas demais para permitir e apoiar sua evolução? Todos nascemos com uma história. Se vamos viver a história com que nascemos ou criar uma história que alimente tudo que queremos ser é uma escolha nossa. Minerva diz que a totalidade é cultivada quando você se vê em todos os seus aspectos – tanto os sombrios como os luminosos – escolhe suas crenças para que sirvam ao mais alto benefício.

MINERVA – Oráculo da Deusa – Amy Sophia Marashinsky

 

FALANDO SOBRE CRENÇAS LIMITANTES

Crenças significa aquilo que eu acredito ser verdade, mas nem sempre é de fato uma verdade.

Somos feitos de crenças! Crença de quem eu sou, de quem eu não sou, o que posso e o que não posso. Crenças religiosas, crenças sociais, crenças internas. O que posso concluir é que somos muitas crenças!!!

Na minha visão as crenças têm seu lado positivo e negativo, como tudo o que existe neste mundo. Mas é importante sempre observar se estas crenças que você carrega está te paralisando ou se está estimulando seu crescimento.  Para isso é importante um olhar observador e livre de auto piedade, vitimismo, justificativas que não irá servir de nada a não ser te manter numa estagnação doentia.

Algumas crenças são fundamentais em determinada fase da vida, mas superados os desafios do momento, uma nova transformação é necessária, crenças são desfeitas e novas são estabelecidas para estimular o contínuo desenvolvimento do ser.

Trazendo este tema para o universo feminino, relembro do nosso poder de transformação, morte e renascimento também das crenças. Quantas são as crenças que nos foram impostas:

– Crença de inferioridade: “lute como um homem…”

Lutamos como mulheres, somos guerreiras, fortes e indomáveis!

– Crença de que nascemos para gerar filhos e casar, somente assim a mulher será feliz e completa. : “Casou? E quando terá os filhos?”

Somos mulheres geradoras, não só de filhos mas de idéias, de trabalho, de tudo! Somos o poder da geração. Não limite nosso poder de gerar somente no físico, gerando uma criança em nosso ventre! Em nosso ventre gestamos tudo! Tanto no ventre físico quanto no energético!

Casar? Nem sempre é o que queremos. Filhos? Nem sempre é o que queremos.

Somos maternidade , mas não somos somente isso. Sou feliz solteira e sou feliz sem filhos também!

– Crença da fragilidade e dependência: “Mulher, sexo frágil”

Frágil? Fala sério! Somos fortes, resistentes, determinadas e resistimos a  dores que somente as mulheres sabem! O parto, o medo de ser estuprada, o trabalho dentro e fora de casa, as injustiças de direitos diferenciados entre homens e mulheres.

A mulher foi treinada a anos a depender emocionalmente dos homens, do pai, do marido, do filho…. Vamos mudar esta crença! Não estamos sozinhas! Somos muitas e somos fortes, independentes, magnificas, criadoras, divertidas, transformadoras, corajosas e podemos contar com as mulheres para sermos mais fortes!

 

Desejo a todas as mulheres a consciência de saber quem somos e do poder que temos! A consciência da diferença e também da igualdade entre homens e mulheres. A consciência do respeito a si próprio, as outras mulheres e aos homens. A consciência do SER MULHER!

 

Salve Minerva! Salve a Grande Deusa!

 

Vanessa Santos