Como tratar a PSORÍASE em 10 minutos

Vivemos em uma sociedade em que “ser aprovado” é essencial para se ter um alto padrão de relacionamento social. Manter padrões sociais de aceitação podem causar desiquilíbrios em nosso corpo e esses são a chave para o início de uma enfermidade das mais incomodas: a Psoríase.

A pele é um órgão de comunicação e percepção visível, um meio para o contato e transmissão de sensações físicas e emocionais. Este órgão atua como um canal no qual a expressão dos sentimentos são experimentados e observados. As ligações com o sistema nervoso tornam a pele o órgão que ajuda a aprender e a conhecer mais sobre o ambiente.

LEIA: As plantas e seus poderes ocultos

Os fatores causadores da Psoríase são os mais variados e muitas vezes agem em conjunto; por isso o tratamento deve corresponder às necessidades individuais. A causa do problema pode ser física, psicológica ou espiritual, não esquecendo que a relação que possuímos com a sociedade também afeta a nossa harmonia interior. No caso desta doença, a vida profissional e a expressão social devem ser reavaliados.

De 1% a 3% da população mundial, no Brasil estima-se cerca de 3 milhões de indivíduos, são afetados pela Psoríase. Ela ocorre igualmente aos dois sexos nas faixas etárias dos 15 a 20 anos e dos 55 a 60 anos. Além disso, possui um forte componente hereditário onde estão envolvidas respostas imunológicas específicas que encontram-se em repouso até que seja ativada em algum momento.

GRATUITO E ONLINE: 1ª Semana gratuita da Terapia Natural – O poder das ervas

As ervas no tratamento da Psoríasepsoriase e dente-de-leaoA luz do sol e a água do mar quase sempre atenuam a Psoríase, mas não a curam em definitivo. Assim como remédios externos abrandam a irritação ou facilitam a remoção da crosta, mas não proporcionam alívio permanente. É por isso que a medicina natural vem para lhe ajudar a resolver este problema.

Algumas ervas são tradicionalmente indicadas para a Psoríase, mas o diagnóstico correto e a consciência das necessidades individuais são importantes. Em sua maioria, as ervas são alterativas e produzirão resultados se combinadas com outras ervas, mas também é necessário mudanças adequadas no estilo de vida para que esta Terapia Natural tenha 100% de eficácia.

As ervas indicadas para este tratamento são aparine, azeda-crespa, bardana (raiz), dente-de-leão, escrofulária, salsaparrilha, trevo-dos-prados, tuia e uva-do-óregon. Algumas dessas também são hepáticas, como azeda-crespa e dente-de-leão; outras são diuréticas, como aparine e escrofulária.

Pode-se acrescentar e modificar partes iguais de:

Aparine                                                 Azeda-crespa

Bardana                                                Salsaparrilha

Você não levará mais que 10 minutos para preparar este poderoso remédio natural em forma de chá. Beba-o três vezes ao dia por um longo tempo, mas sempre acompanhado de uma alimentação saudável e bastante exercício físico.

Outras opções naturais também estão a disposição, como o uso de tônicos nervinhos é apropriado para fortalecer a reação nervosa ao estresse e às provocações da vida, em especial se há pressão alta ou sintomas cardíacos envolvidos. A agripalma e da tília, mas solidéu, valeriana e visco-branco também são benéficas. Unguenntos podem ser preparados com alteia, confrei ou morrião-dos passarinhos e o de bálsamo-de-gileade também é recomendado.

Quer saber muito mais sobre como utilizar as ervas no tratamento de doenças? Assista a 1ª Semana da Terapia Natural – O poder das ervas. 100% online e 100% gratuita, o conteúdo é dividido em 5 aulas inéditas com guias de implementação para você aplicar o que aprender na prática. As propriedades, os segredos e os inúmeros benefícios da Terapia Natural estão nesta série especial. Ela já está no ar e você pode assistir agora! Basta clicar na imagem abaixo.semana-da-terapia-natural