Deusa Minerva – Crenças

DEUSA MINERVA – CRENÇAS

CRENÇAS

Sou aquilo que penso.

Minha vida é formada e moldada

pelo que digo a mim mesma.

Quem sou no mundo

é o que penso que sou.

O que tenho no mundo

é o que penso que posso ter.

O conteúdo da minha mente

é o que eu escolho.

Eu descarto, corto, jogo fora

aquilo que não contribui para nada.

O que os outros pensam de mim

é a história deles

e diz muito mais sobre eles

do que sobre quem eu sou.

Na minha jornada

eu me certifico de que aquilo que carrego

seja de minha própria e cuidadosa escolha

e me sirva bem.

 

MITOLOGIA

Minerva, deusa romana e etrusca da inteligência, da criatividade, da sabedoria, das habilidades domésticas e manuais, era a protetora dos artesãos, de todas as pessoas cujo trabalho manual era guiado pela mente. Seu nome vem da antiga raiz da palavra “mente”. Minerva aparece aqui com sua árvore, a oliveira. Ela usa uma égide, um peitoral ladeado por serpentes, e uma coruja em seu toucado que a identifica como a Deusa da Morte e dos mistérios mais profundos.

SIGNIFICADO DA CARTA

Minerva veio para dizer que está na hora de examinar as suas crenças e mudá-las, se elas não alimentam a sua totalidade. Como pensamentos velhos, desgastados, insalubres estão minando a sua vida, a sua energia e a sua felicidade? Você acredita no que as outras pessoas pensam e/ou dizem a seu respeito? Você ainda está rodando a fita de mensagens negativas que seus pais e/ou as pessoas que tomavam conta de você lhe deram quando era criança? Você acredita no pior sobre si, ou no melhor? Suas crenças são rígidas demais para permitir e apoiar sua evolução? Todos nascemos com uma história. Se vamos viver a história com que nascemos ou criar uma história que alimente tudo que queremos ser é uma escolha nossa. Minerva diz que a totalidade é cultivada quando você se vê em todos os seus aspectos – tanto os sombrios como os luminosos – escolhe suas crenças para que sirvam ao mais alto benefício.

MINERVA – Oráculo da Deusa – Amy Sophia Marashinsky

 

FALANDO SOBRE CRENÇAS LIMITANTES

Crenças significa aquilo que eu acredito ser verdade, mas nem sempre é de fato uma verdade.

Somos feitos de crenças! Crença de quem eu sou, de quem eu não sou, o que posso e o que não posso. Crenças religiosas, crenças sociais, crenças internas. O que posso concluir é que somos muitas crenças!!!

Na minha visão as crenças têm seu lado positivo e negativo, como tudo o que existe neste mundo. Mas é importante sempre observar se estas crenças que você carrega está te paralisando ou se está estimulando seu crescimento.  Para isso é importante um olhar observador e livre de auto piedade, vitimismo, justificativas que não irá servir de nada a não ser te manter numa estagnação doentia.

Algumas crenças são fundamentais em determinada fase da vida, mas superados os desafios do momento, uma nova transformação é necessária, crenças são desfeitas e novas são estabelecidas para estimular o contínuo desenvolvimento do ser.

Trazendo este tema para o universo feminino, relembro do nosso poder de transformação, morte e renascimento também das crenças. Quantas são as crenças que nos foram impostas:

– Crença de inferioridade: “lute como um homem…”

Lutamos como mulheres, somos guerreiras, fortes e indomáveis!

– Crença de que nascemos para gerar filhos e casar, somente assim a mulher será feliz e completa. : “Casou? E quando terá os filhos?”

Somos mulheres geradoras, não só de filhos mas de idéias, de trabalho, de tudo! Somos o poder da geração. Não limite nosso poder de gerar somente no físico, gerando uma criança em nosso ventre! Em nosso ventre gestamos tudo! Tanto no ventre físico quanto no energético!

Casar? Nem sempre é o que queremos. Filhos? Nem sempre é o que queremos.

Somos maternidade , mas não somos somente isso. Sou feliz solteira e sou feliz sem filhos também!

– Crença da fragilidade e dependência: “Mulher, sexo frágil”

Frágil? Fala sério! Somos fortes, resistentes, determinadas e resistimos a  dores que somente as mulheres sabem! O parto, o medo de ser estuprada, o trabalho dentro e fora de casa, as injustiças de direitos diferenciados entre homens e mulheres.

A mulher foi treinada a anos a depender emocionalmente dos homens, do pai, do marido, do filho…. Vamos mudar esta crença! Não estamos sozinhas! Somos muitas e somos fortes, independentes, magnificas, criadoras, divertidas, transformadoras, corajosas e podemos contar com as mulheres para sermos mais fortes!

 

Desejo a todas as mulheres a consciência de saber quem somos e do poder que temos! A consciência da diferença e também da igualdade entre homens e mulheres. A consciência do respeito a si próprio, as outras mulheres e aos homens. A consciência do SER MULHER!

 

Salve Minerva! Salve a Grande Deusa!

 

Vanessa Santos

 

 

Oração da Mulher Sagrada – Dia Internacional da Mulher

 

Sagrada Força Feminina te saúdo e sinto tua presença se manifestando em meu Ser
Através de meus pensamentos, palavras e ações
Deixo que a Divina Presença da Mãe Cósmica me oriente com sua infinita sabedoria
Ela está chegando, sinto sua Dança!
Ela está falando, ouço sua canção de Amor!
Ela está dentro e fora nas coisas mais simples e por isso perfeitas
E seu templo sagrado é meu corpo de Mulher
Seu pensamento agora é meu pensamento
E só penso em Amor, só sinto Amor, e só vejo Amor
O mundo que percebo é fruto da minha percepção de Amor
E assim crio a minha realidade
Abençoo meu dia e honro minha Deusa de mil nomes
E assim crio a magia que me ilumina e protege
Saúdo a noite e honro minha Mãe Lua, suas sagradas fases comandam meu corpo de mulher
E assim me preservo saudável e com meus ciclos femininos em perfeita harmonia.
Saúdo a Incognoscível, e assim honro e preservo meu poder oculto.
Saúdo as Forças da Natureza para que a Mãe Terra me proteja
E me oriente no Norte, no Sul, no Leste e no Oeste.
Honro a terra onde piso, a água que bebo e o meu alimento,
Pois sei que tudo que fizer a esta Terra voltará para mim e para meus descendentes.
E assim me conecto ao coração de Gaia e a sua proteção maternal.
A Deusa cuida do meu corpo e da minha alma
E assim estou em perfeita sincronia com o Universo
Do meu coração flui seus ensinamentos, suas palavras de sabedoria e sua força infinita
E assim realizo minha divindade humana
Em minha alma o Sagrado Feminino e o Sagrado Masculino se uniram em Amor e Êxtase
E assim descobri o equilíbrio onde o ser humano deve estar
Todo o Amor que nutre minha existência vem da Fonte Divina
Por isso não preciso que nenhum ser humano o faça por mim
A Deusa abençoa meu corpo com seus sagrados encantos
E assim a beleza da minha Alma se reflete em meu corpo feminino
Da minha mente fluem os pensamentos e a criatividade
que fazem minha existência ser especial e singular
E assim realizo minha vocação maior
Preservo meu coração limpo e leve como uma pena
E assim me permito ser livre e feliz para sempre
E que Assim Seja, porque Assim É!

Autor desconhecido

Ilustração: Julie Dillon

Está é uma oração para ser afirmada sempre! Hoje ,08 de março, Dia Internacional da Mulher, devemos nos lembrar que todo dia é para ser celebrado como nosso! E que devemos sempre procurar unir nossas forças, em Círculos Sagrados, em família, no trabalho, com as amigas, e em qualquer lugar .

” Quando uma mulher incentiva o voo de outra mulher, ela está dando asas a si mesma!”

Com muito amor! Um Salve as Mulheres!!!

 

Entrando 2019 com Pé Direito

Ereshkigal e Inanna: A história que toda Mulher deveria saber!

Sempre gostei e me interessei muito pelas Deusas, seus mistérios e conhecimentos. Mas esta história , nesta versão, (existem muitas) me tocou, e de uma forma tão clara mostrou a profundidade do mistério que existe no contato com estas Deusas, Ereshkigal e Inanna 

Então, vamos lá:

Era uma vez e não era uma vez uma Deusa chamada Inanna. Inanna é uma “deusa do céu”, brilhante, ativa, sensual e alegre. Sua vida flui de forma relativamente suave até o dia em que ela foi visitar sua cruel irmã , Ereshkigal, que vive no mundo subterrâneo e cujo nome significa literalmente “a senhora do grande lugar que fica abaixo”.

A história começa quando o marido de Ereshkigal morre e há um funeral no mundo subterrâneo. Inanna sente-se impelida a comparecer ao funeral e a fazer uma viagem pelo domínio de Ereshkigal. Ela precisa descer a um lugar do qual, na realidade, não gosta, uma região com a qual não tem familiaridade, um lugar que não é o seu mundo. Quando Inanna chega ao primeiro portão do mundo subterrâneo, Ereshkigal a recebe com o olhar sombrio e venenoso: “Como te atreves a vir ao meu reino? Mesmo sendo minha irmã, eu te sujeitarei ao mesmo tratamento que todas as almas recebem quando penetram o mundo subterrâneo”. Ereshkigal está de péssimo humor e, quando se sente dessa maneira, todos à sua volta sofrem. Ela não pára para considerar que Inanna veio para estar a seu lado no funeral de seu marido. Ereshkigal não está interessada em ser razoável ou justa. Ela representa a raiva global e primitiva da criança: quando está zangada ou infeliz, tudo é ruim e nada vale à pena.

Sete portões levam às profundezas do mundo subterrâneo. Ereshkigal ordena a Inanna que passe através desses sete portões,e em cada um deles a rainha do céu deve tirar uma parte de suas roupas: sua túnica, seu vestido, suas jóias – até chegar à parte mais profunda do submundo completamente nua. Aí, ela é então instruída a curvar-se diante de Ereshkigal, para honrar a força que a desnudou. Podemos ter que abandonar as coisas através, das quais temos até agora retirado nosso senso de identidade. Relacionamentos, empregos, sistemas de crenças, posses ou outras formas de apego podem nos ser tirados e levados embora, ou perdem sua validade ou apelo. E ainda assim, no mito, Inanna é obrigada a curvar-se diante de Ereshkigal – a honrar a força que a desnudou como se esta fosse uma deidade. Ereshkigal é uma deusa, uma deusa sombria, mas ainda assim uma deusa. É uma divindade através da qual opera uma lei mais alta e deve ser honrada como parte da vida que é. Sermos despojados de nossa identidade e de nossos apegos não é uma coisa agradável: trata-se de algo que sentimos mais como uma maldição do que como o trabalho de uma divindade. Embora possa ser difici1 de compreender, Ereshkigal serve.a um propósito mais elevado. Entretanto, a natureza desse propósito nem sempre fica clara de imediato. De fato, no caso de Inanna, a situação parece piorar mais ainda. Como se desnudá-Ia completamente e fazê-Ia curvar-se não fosse punição suficiente, Ereshkigal em seguida mata Inanna e pendura seu corpo num gancho para que aí apodreça. Aquela que fora uma deusa dos céus, feliz, bela e florescente, fica dependurada no mundo subterrâneo como se fosse um pedaço de carne morta apodrecendo pouco a pouco.

Isso é o que Ereshkigal faz a irmã, fará com qualquer criatura em certos momentos da vida, banindo-nos para um lugar onde nos sentimos podres e um lugar feio, nojento, depressivo, solitário e abandonado.
Esses .sentimentos sempre estiveram em nós, escondidos nos lugares mais escuros de nossa psique, deixado pelos traumas de infância ou por experiências passadas . Podemos nos dedicar com sucesso contra tais estados emocionais, mas Ereshkigal encontra uma forma de fazer com que os enfrentemos.

Enquanto isso, Ereshkigal – que acaba de perder seu marido e de matar sua irmã, está dilacerada pela tristeza e pelo rancor, também esta grávida e passando por um trabalho de parto difícil. E ainda por cima, está descontente com seu papel de deusa do mundo subterrâneo. Quando criança, ela fora violentada e, por punição, banida para aquele mundo, de maneira que ainda guardava rancor pela injustiça que sofrera. Ereshkigal não representa somente a morte e a decadência, mas simboliza também os instintos ultrajados da criança zangada, ferida e frustrada que muitos de nós continuamos a trazer no interior, a despeito de quanto tentamos ocultar esses sentimentos. Com Inanna morta e a vingativa Ereshkigal nas agonias de um parto doloroso, alcançamos o ponto mais triste da história. Entretanto, embora algo esteja morto, uma coisa. nova esta nascendo. A morte exige um nascimento, e um nascimento exige uma morte. Antes de empreender sua jornada pelo mundo subterrâneo Inanna sabiamente havia instruído sua serva Ninshubar para que a salvasse, caso não houvesse retomado do reino escuro de sua irmã em três dias. Inanna sabia que teria que entrar no mundo subterrâneo mas sabia também que não podia ficar presa naquele mundo. Ela quer descer a um lugar escuro, mas toma precauções que garantam que voltará outra vez para cima. Três dias se passam e Inanna não retorna, de maneira que Ninshubar, em desespero, pede socorro. Aproxima-se do pai e do avô paterno de Inanna, suplicando-Ihes que façam o que puderem para resgatá-la. Ambos respondem que nada podem fazer para alterar as determinações de Ereshkigal. Temos aqui duas figuras masculinas fortes que não têm poder sobre Ereshkigal, significando que a prerrogativa “masculina” da força e da capacidade de subjugar (que por sua própria natureza tentariam sobrepujar, suprimir ou combater um oponente) não é o. Que se necessita para lidar caiu à deusa sombria. Adotar uma atitude heróica contra Ereshkigal não funciona. Se tentarmos combatê-Ia, sua reação será mais rancorosa e feroz do que antes. Finalmente Ninshubar chega até um deus chamado Enki, avô materno de Inanna, conhecido como deus da água e da sabedoria. Trata-se de um deus fluido e compassivo, que compreende as leis do mundo subterrâneo. Em algumas versões do mito, é retratado como um ser bissexual, ao mesmo tempo macho e fêmea: ele pode ser violento, mas também é flexível e maleável. Enki concorda em fazer o que puder para salvar lnanna. Usando sujeira que retira do vão de suas unhas, molda duas pequenas figuras, os “Lamentadores”- criaturinhas minúsculas, andróginas e discretas. Sussurando-Ihes algumas palavras de advertência, ele as manda descerem ao mundo subterrâneo para resgatar lnanna. Parece ser inacreditável que essas figuras minúsculas e insignificantes consigam lidar com a poderosa Ereshkigal, mas é exatamente por serem tão pequenas é que logram introduzir-se no mundo subterrâneo sem serem vistas. Elas percorrem seu caminho sem serem surpreendidas pelo lacaio de Ereshkigal e também não precisam suportar a provação do desnudamento pela qual lnanna teve que passar.

Tranqüilamente, os dois pequenos Lamentadores aproximam-se aos poucos de Ereshkigal e lnanna. Sua tarefa é salvar lnanna, mas eles a realizam de uma maneira muito incomum. Embora estejam ali para levar lnanna de volta, eles a ignoram completamente e concentram-se primeiro em Ereshkigal. Ao invés de repreenderem Ereshkigal pela morte de Inanna, eles optam pela comiseração em relação à deusa sombria, estabelecendo uma empatia. com ela. Ereshkigal, nas dores do parto, lamenta seu destino:
“Eu sou o pesar, o pesar está dentro de mim!”
Os Lamentadores apiedam-se dela: “Sim, tu que choras és nossa rainha. O pesar está dentro de ti!”
Então, porque odeia o fato de ser a deusa do mundo subterrâneo, ela chora:
“Sou o pesar, o pesar está do lado de fora de mim!”, e eles respondem:
“Sim, tu que choras és nossa rainha. O pesar está do lado de fora de ti”.
Os Lamentadores espelham o que Ereshkigal está sentindo. E fazendo-o, queixam-se e seus lamentos soam mais como uma oração ou litania. Os Lamentadores haviam sido instruídos por Enki para afirmarem a força vital, mesmo se esta se revelasse na forma de dor e sofrimento.
Mesmo na escuridão e na negatividade, ainda há algo a ser honrado, algo a ser redimido. Ereshkigal está espantada. Ninguém jamais a honrou dessa forma antes. A maior parte das pessoas passa sua vida tentando evitar a dor, a escuridão e todas as coisas que Ereshkigal representa. Mas os Lamentadores a aceitaram; deram-lhe, graciosamente, o direito de se lamentar e de reclamar. O que efetivamente estão dizendo a Ereshkigal é:
Tu tens o direito de ser. Podes reclamar e continuar reclamando tanto quanto quiseres, e ainda assim te aceitaremos.”
Ereshkigal, grata por esse tipo de reconhecimento, quer recompensar os Lamentadores e oferecíeis qualquer coisa que desejarem. E eles lhe pedem que Inanna seja devolvida. Ereshkigal concorda, aspergindo lnanna com uma nova vida, e a rainha dos céus revive, livre para retomar novamente ao mundo superior.
Da mesma maneira que os Lamentadores de Enki aceitam EreshkigaI, também podemos aprender a aceitar a depressão, a escuridão, a morte e a decadência como parte da vida, como parte do grande círculo da natureza. Precisamos estar dispostos a penetrar em nossa depressão e nossa dor, a explorá-las, senti-las, esperando que passem. Precisamos de permissão para entristecer, lamentar e sentir rancor – não apenas em relação a pessoas e coisas que perdemos, mas ainda por fases perdidas de nossa vida, ideais perdidos que não nos servem mais. A aceitação permite que a mágica da cura funcione. Somente no momento em que Ereshkigal é honrada e reverenciada como uma deidade é que nós, como Inanna, podemos retomar ao mundo superior. Essa é a lição que Enki tem para nós; é a sua maneira de nos ajudar durante trânsitos difíceis de Plutão e de nos trazer de volta do mundo subterrâneo para uma nova vida e uma nova esperança. 

A história termina com uma mudança interessante. Há uma regra que diz que, quando alguém se liberta do mundo subterrâneo, é preciso encontrar uma outra pessoa para tomar o lugar daquele que se libertou. Quando lnanna retorna ao mundo superior, procura seu consorte Tammuz, que não a ajudara quando ela estava nos domínios de sua irmã, e diz: “Agora é a tua vez; deves tomar o meu lugar no reino de Ereshkigal”. Se um componente de um sistema se modifica, então todo o sistema terá que se alterar para que possa funcionar adequadamente. Se um dos parceiros, num relacionamento, passa por mudanças psicológicas significativas, a menos que o outro parceiro também ‘se modifique, o relacionamento corre o risco de ser completamente destruído. Inanna foi despojada de tudo o que lhe dera uma identidade e foi deixada morta — e mesmo assim ressurgiu renovada. A única maneira de descobrirmos que temos a capacidade de sobreviver à morte de nosso ego é passar pela morte do ego. Quando tudo o que pensávamos ser é levado embora, descobrimos uma parte de nós que ainda existe – aquele aspecto de nosso ser que é eterno e indestrutível. Quando o que pensávamos que nos suportava é levado embora, encontramos o que realmente nos suporta.

( Adaptação de “Os Deuses da Mudança” de Howard Sasportas)

Quer o nascimento e precisa da Força de Inanna para esta jornada? Venha fazer parte dos Círculos de Mulheres aqui do Tikura. Inana estará presente comandando a Vivencia do Dia das Bruxas!

Clique aqui para saber como participar! 

A Bruxa que há em mim , saúda a Bruxa que há em você! 

Como tratar a PSORÍASE em 10 minutos

Vivemos em uma sociedade em que “ser aprovado” é essencial para se ter um alto padrão de relacionamento social. Manter padrões sociais de aceitação podem causar desiquilíbrios em nosso corpo e esses são a chave para o início de uma enfermidade das mais incomodas: a Psoríase.

A pele é um órgão de comunicação e percepção visível, um meio para o contato e transmissão de sensações físicas e emocionais. Este órgão atua como um canal no qual a expressão dos sentimentos são experimentados e observados. As ligações com o sistema nervoso tornam a pele o órgão que ajuda a aprender e a conhecer mais sobre o ambiente.

LEIA: As plantas e seus poderes ocultos

Os fatores causadores da Psoríase são os mais variados e muitas vezes agem em conjunto; por isso o tratamento deve corresponder às necessidades individuais. A causa do problema pode ser física, psicológica ou espiritual, não esquecendo que a relação que possuímos com a sociedade também afeta a nossa harmonia interior. No caso desta doença, a vida profissional e a expressão social devem ser reavaliados.

De 1% a 3% da população mundial, no Brasil estima-se cerca de 3 milhões de indivíduos, são afetados pela Psoríase. Ela ocorre igualmente aos dois sexos nas faixas etárias dos 15 a 20 anos e dos 55 a 60 anos. Além disso, possui um forte componente hereditário onde estão envolvidas respostas imunológicas específicas que encontram-se em repouso até que seja ativada em algum momento.

GRATUITO E ONLINE: 1ª Semana gratuita da Terapia Natural – O poder das ervas

As ervas no tratamento da Psoríasepsoriase e dente-de-leaoA luz do sol e a água do mar quase sempre atenuam a Psoríase, mas não a curam em definitivo. Assim como remédios externos abrandam a irritação ou facilitam a remoção da crosta, mas não proporcionam alívio permanente. É por isso que a medicina natural vem para lhe ajudar a resolver este problema.

Algumas ervas são tradicionalmente indicadas para a Psoríase, mas o diagnóstico correto e a consciência das necessidades individuais são importantes. Em sua maioria, as ervas são alterativas e produzirão resultados se combinadas com outras ervas, mas também é necessário mudanças adequadas no estilo de vida para que esta Terapia Natural tenha 100% de eficácia.

As ervas indicadas para este tratamento são aparine, azeda-crespa, bardana (raiz), dente-de-leão, escrofulária, salsaparrilha, trevo-dos-prados, tuia e uva-do-óregon. Algumas dessas também são hepáticas, como azeda-crespa e dente-de-leão; outras são diuréticas, como aparine e escrofulária.

Pode-se acrescentar e modificar partes iguais de:

Aparine                                                 Azeda-crespa

Bardana                                                Salsaparrilha

Você não levará mais que 10 minutos para preparar este poderoso remédio natural em forma de chá. Beba-o três vezes ao dia por um longo tempo, mas sempre acompanhado de uma alimentação saudável e bastante exercício físico.

Outras opções naturais também estão a disposição, como o uso de tônicos nervinhos é apropriado para fortalecer a reação nervosa ao estresse e às provocações da vida, em especial se há pressão alta ou sintomas cardíacos envolvidos. A agripalma e da tília, mas solidéu, valeriana e visco-branco também são benéficas. Unguenntos podem ser preparados com alteia, confrei ou morrião-dos passarinhos e o de bálsamo-de-gileade também é recomendado.

Quer saber muito mais sobre como utilizar as ervas no tratamento de doenças? Assista a 1ª Semana da Terapia Natural – O poder das ervas. 100% online e 100% gratuita, o conteúdo é dividido em 5 aulas inéditas com guias de implementação para você aplicar o que aprender na prática. As propriedades, os segredos e os inúmeros benefícios da Terapia Natural estão nesta série especial. Ela já está no ar e você pode assistir agora! Basta clicar na imagem abaixo.semana-da-terapia-natural

Remédio NATURAL e DEFINITIVO para o tratamento da úlcera e gastrite

Você sabia que o estômago é o órgão que governa as emoções do nosso corpo?

O estômago é um centro de nutrição, local em que acontece a digestão dos alimentos e das ideias. Sentir, pensar e digerir estão associados a este órgão. Por isso, considera-se que uma das principais causas da problemática estomacal é a negação das emoções básicas diante dos acontecimentos.

A gastrite e a úlcera lideram como uma das maiores reclamações em hospitais. Preocupações, nervosismo, ansiedade e medo, sentimentos comuns aos seres humanos, são as principais causas do aparecimento destas doenças. Então, o que fazer se uma delas surgir em nosso corpo?

Você pode (e deve) recorrer a Terapia Natural! Ela irá cuidar da sua saúde de forma harmônica e bem menos agressiva que os remédios alopáticos.

APRENDA MAIS: Semana gratuita da Terapia Natural – O poder das ervas

As plantas medicinais, com seus princípios ativos, são fortes aliadas no tratamento das enfermidades do estômago. Quando utilizadas na forma de chás e infusões, atingem seu potencial. Este é o caso da Espinheira-santa, uma das melhores ervas para o tratamento de problemas estomacais como a gastrite e a úlcera. As pesquisas realizadas com esta planta iniciaram-se na década de 60 estimuladas por sua eficácia até mesmo no tratamento do câncer.

Aprenda agora a produzir um remédio natural com esta planta. É muito simples e fácil de fazer.

Remédio natural para tratamento de úlceras e gastrites com a Espinheira-santa

REMÉDIO NATURAL E DEFINITIVO PARA TRATAMENTO DE ÚLCERA E GASTRITE

Um estudo farmacológico realizado em 1991 confirmou que um simples extrato de água quente de folhas da Espinheira-santa é tão eficaz quanto duas das principais drogas usadas para tratamentos: a ranitidina e a cimetidina. Estas drogas causam aumento em volume e PH do suco gástrico. Estudos toxicológicos publicados no mesmo ano, demonstraram que a erva possui segurança de uso e não tem efeitos colaterais.

Nome científico: Maytenus ilicifolia

Indicação: má digestão, gastrite crônica, dispepsia, hiperacidez, atonia, tosse, úlceras gástricas e duodenais.

Modo de preparo: adicione água fervente em 1 xícara (chá) contendo 1 colher (sobremesa) de folhas picadas. Tome esta xícara (chá) antes das principais refeições.

Modo de uso: o chá deve ser ingerido em temperatura ambiente.

As plantas medicinais vêm sendo utilizadas para auxiliar na cura de doenças e melhorar a qualidade de vida da população. É sempre importante lembrar sobre o uso responsável e consciente das plantas. Quer saber mais sobre o reino das plantas e suas propriedades medicinais? Participe da 1ª Semana da Terapia Natural – O poder das ervas100% online e 100% gratuita, a semana é dividida em 5 aulas inéditas com guias de implementação para você aplicar o que aprender na prática. As propriedades, os segredos das ervas e os inúmeros benefícios que a Terapia Natural estão nesta série especial. Ela já está no ar e você pode assistir agora! Clique na imagem abaixo e assista!

semana-da-terapia-natural

 

 

O CURANDEIRO E AS ERVAS: na interação a cura acontece

A partir do momento em que você conhece profundamente o reino vegetal, descobre uma rica fonte de cura. Esta cura acontece por meio da energia, da magia e das propriedades medicinais que as plantas possuem.

O antigo Curador (ou Curadora), repassava seus conhecimentos a tribo para conduzir o grupo a uma vida saudável na terra – matéria e no espirito – alma. Já naquele tempo, era sabido que o equilíbrio entre a matéria e o espirito é fundamental para se ter felicidade e completude na vida.

Somos seres espirituais em uma experiência terrestre!

Nos dias de hoje, a internet e suas várias possibilidades de aprendizado facilitam a busca e a implementação de uma vida mais natural. Você pode utilizar as ervas como uma poderosa ferramenta de cura, pode se tornar um Curador (ou Curadora) de si e ainda trabalhar como Terapeuta Natural.

LEIA MAIS: As plantas e seus poderes ocultos

3 passos fundamentais para qualquer Curador trabalhar com ervas

  1. Veja as plantas com um novo olhar. Amor, cuidado e empatia são necessários para estabelecer um relacionamento afinado com elas. Isso significa “ter mão boa para as plantas”.
  2. Faça sempre uma anamnese e entenda o problema em vários níveis. Independente se o problema é seu, de outra pessoa, de um animal ou de coisas.
  3. Estude cada caso e escolha a erva certa. Existem centenas de ervas no reino das plantas, bem como várias opções para o trabalho espiritual e físico. Sempre explore as possibilidades.

APRENDA: Aberta as inscrições para 1ª Semana 100% online e gratuita da Terapia Natural

Ás árvores são uma das maiores aliadas da Terapia Natural. Cada uma tem seu mistério e sua força particular, são incríveis companheiras e professoras na jornada de se reencontrar como um Curador (ou Curadora).

3 árvores com poderes mágicos que você precisa conhecer

  1. Amendoreira: na magia ela é utilizada para abrir a visão extra-sensorial, vidência e clarividência. Além de equilibrar nossa relação com a matéria, fato que a torna muito utilizada para atrair dinheiro e em rituais de prosperidade.
  2. Carvalho: é considerada sagrada pela maior parte das civilizações antigas europeias, entre elas os celtas e os vikings. Demora muito tempo (cerca de 50 anos) para produzir bolotas e chega a viver mais de 1000 anos. Representa o poder, a sabedoria, a força e a resistência, sendo uma “arvore portal” para o mundo espiritual.
  3. Bétula (vidoeiro): protege, purifica, fertiliza, recomeça. Ela é considerada um artifício de limpeza e purificação. Essas características a tornaram a árvore oficial da “vassoura das bruxas” que eram feitas com seus ramos para limpar as más energias na manhã seguinte ao Solstício de Inverno, a noite mais longa do ano. A casca do vidoeiro era usada para proteção espiritual, com a sua seiva era feita uma poção mágica para tratar alguém que estivesse vítima de ataques espirituais. Era com galhos desta árvore que se acendiam as fogueiras de Beltane e, por estar associada aos começos, era com sua madeira que se faziam os berços, protegendo assim as crianças contra as energias negativas.

Com um profundo aprendizado e uma valiosa entrega espiritual, o Curador (ou Curadora) pode obter cura com o uso terapêutico das ervas.

Quer saber mais sobre como se tornar um Terapeuta Natural especialista em ervas? Assista a 1ª SEMANA DA TERAPIA NATURAL – O PODER DAS ERVAS. 100% online e gratuita, ela é dividida em 5 aulas sobre as propriedades e segredos das ervas, além dos inúmeros benefícios que a Terapia Natural oferece para a sua vida e na vida de outras pessoas.

Terapia Natural
CLIQUE E FAÇA A SUA INSCRIÇÃO

As plantas e seus poderes ocultos

As plantas são incompreendidas ainda hoje. A capacidade de análise e conclusão da ciência a respeito da profundidade da força que uma planta possui é ainda limitado. Existe um estudo que achei muito interessante e vou colocar um trecho para você!

“Os proponentes da Neurobiologia das Plantas – NBP destacam que avanços recentes nas Ciências das Plantas claramente revelam que as plantas são organismos inteligentes, capazes de aprender e de tomar decisões em relação às situações enfrentadas no ambiente (TREWAVAS, 2003). De acordo com esta perspectiva, e diferente do que pesquisadores mais ortodoxos acreditam, as plantas não são vítimas passivas das circunstâncias, mas antes organismos ativos no ambiente, com uma ampla gama de comportamentos, que inclui, para citar alguns deles, um sofisticado idioma químico para a comunicação intra e interespecífica, a capacidade de memorizar experiências estressantes no ambiente e resgatar essa informação para tomar decisões a respeito de suas atividades futuras, e o reconhecimento de raízes pertencentes ao próprio sistema e à sistemas estranhos.” 
Guilherme Henriques Soares 

Por isso que plantas que são bem cuidadas e alimentadas com terra fértil e conversa boa, são fortes e respondem rapidamente a um pedido no pé da orelha.

As plantas possuem propriedades medicinais, e isso já é bem falado, o que não é dito, são das forças e dos poderes fitoenergéticos das plantas,  do elemental que cada planta possuiu e da corrente hierárquica no reino vegetal. Quer saber mais? 

Cada planta possui um dom, assim como nós. Alguns cozinham muito bem , outros fazem contas, outros são artistas…. Com as ervas acontece o mesmo, algumas ervas são femininas, outras são masculinas, algumas tem força de cortar cargas bem pesadas que nos fazem adoecer e atrair coisas ruins. Existe ervas que nos colocam em profunda harmonia e bem estar.

Esta força também está disponível para ser utilizada, quer saber como fazer?

1 – Vá a uma floricultura ou mercado e compre uma muda de uma plantinha que gostou muito. Qualquer uma. Todas as plantas, flores, possuem a sua magia.

2- Cuide dela com água, terra boa, amor, carinho, reiki… Estude suas necessidades, veja quais as propriedades medicinais que possui. Resumindo, fique intima de sua plantinha e nova amiga.

Este passo é muito importante, eu chamo de despertar da sensibilidade. Você conquista o elemental da planta e ele passa a gostar de você. É importante que seja verdadeiro e abra espaço para sentir amor pela plantinha.

3- Em uma meditação, de frente a sua planta – amiga  peça para conhecer o seu elemental, e saber mais sobre sua força oculta. Não fique ansiosa(o), pode demorar um pouquinho ou não. Neste passo, você pode ter sensações e também é comum sonhar com o elemental. Isso é um ótimo sinal!

4- Sempre abençoe a plantinha e peça a ela também a sua benção.

Elo estabelecido, é um passo forte, pois agora você tem amigos no reino vegetal. Não é necessário arrancar a erva para utilizar da sua magia, você pode pedir a planta e seu elemental. Sua força percorre o ar, a água, a terra e o fogo.

A arte de curar com as ervas é magnifica, se quiser saber mais inscreva-se na semana da Terapia Natural, é online e gratuito : Quero participar! 

 7 ervas e seus poderes ocultos:

Alecrim : Defesa dos males, tira inveja e olho gordo, protege de magias. Afasta maus espíritos e ladrões. Felicidade, cura, proteção, purificação e justiça.  Atrai a falange dos Caboclos. Proteção na área profissional. Estimulante para concentração, adivinhação, memória e estudos. Ajuda a manter a presença no aqui agora.

Alfazema: Limpa o ambiente e atrai prosperidade e bons negócios, bem como pessoas amigas. Acalma, purifica e traz o entendimento, equilíbrio e harmonia. Amor, sorte e proteção espiritual em todos os aspectos. Favorece a clarividência

Anis estrelado: Propicia boas amizades, bons caminhos, paz e triunfo. Adivinhação, purificação, sorte, amor. Atua tanto no nível material quanto no emocional, produzindo estímulo de natureza positiva. Renova as energias e atrai proteção espiritual contra qualquer mal.

Arruda: Defende dos males, remove o efeito de feitiços, corta correntes negativas. Intensifica a força de vontade auxiliando a pessoa que a usa a realizar seus desejos. Proteção.

Flor de Laranjeira: Afasta o pânico. Aumenta a segurança e autoconfiança em assuntos emocionais e financeiros.

Louro: Abre caminho, chama dinheiro, prosperidade e dá energia ao ambiente. Negócios, adivinhação, proteção, força, saúde. Atrai a corrente de caboclo.

Mirra: Facilita o contato com os planos superiores, criando no ambiente uma atmosfera de prece e oração. Usado para limpeza astral da casa, afasta maus fluidos e estimula a intuição. Poderoso no equilíbrio das funções do corpo, balanceando o físico e o espiritual. Descarrego forte, afasta maus espíritos. Boa sorte, meditação, cura e proteção. Incenso sagrado usado para limpar após os rituais, e durante eles. Também é usado quando se vai se desfazer alguma demanda ou feitiço. Faz vibrar a compaixão

 

Quer aprender mais sobre o poder milagroso das ervas e como utiliza-lo para potencializar o combate a energias negativas? Baixe agora o e-book ERVAS DE PROTEÇÃO PARA VOCÊ E SUA CASA. Com apenas um clique você acessa esse e-book GRATUITO e obtém poderosas receitas que podem ser feitas hoje mesmo.

[E-BOOK]-Ervas-de-Proteção-para-você-e-sua-casa

 

10 características dos orixás do Trono do Amor: Oxum e Oxumaré

Na Umbanda, o Trono do Amor é o regente do sentido do Amor Divino e da Concepção da Vida em todos os sentidos. É regido por duas energias, uma masculina e outra feminina, uma positiva e outra negativa, sendo assim o perfeito equilíbrio de duas forças.

A partir da projeção do Trono do Amor surgem os orixás Oxum e Oxumaré. Oxum atua na vida dos seres estimulando os sentimentos de amor, fraternidade e união. Enquanto Oxumaré, simboliza a renovação. Conheça as características que possuem cada um desses orixás.

Leia também: 10 encontros sobre a Magia da Consciência e os Tronos de Deus

Orixá Oxum: trono do amor feminino

Magia da Consciência e os Tronos de Deus

Fonte: Google

  1. É a “Mãe da Concepção”, pois estimula a união matrimonial.
  2. Como Trono Mineral, favorece a conquista da riqueza espiritual e da abundância material.
  3. Está presente na linha do Conhecimento, pois sua energia cria a “atração” entre as células vegetais carregadas de elementos minerais.
  4. É a força dos rios. A Mãe da água doce e Rainha das cachoeiras.
  5. É o orixá da prosperidade e da riqueza interior.

Orixá Oxumaré: trono do amor masculino

Magia da Consciência e os Tronos de Deus

Fonte: Google

  1. É a renovação continua em todos os aspectos e em todos os sentidos da vida.
  2. Em seu mistério Sagrado atua na Kundalini e no equilíbrio da energia sexual.
  3. Orixá do sucesso e prosperidade, sempre clamado em casos onde seja necessário diluir as uniões negativadas e renovar as uniões embasadas no verdadeiro amor.
  4. É a renovação do amor na vida dos seres.
  5. Divindade da alegria, é um grande curador e sempre se apresenta com a presença das cobras, serpentes.

Leia também: O que é Magia?

Bônus: auxílios do Trono do Amor

  • Harmonizar o campo amoroso;
  • Renovar os caminhos amorosos;
  • Harmonizar o campo familiar;
  • Amparar a maternidade;
  • Solicitar a riqueza espiritual;
  • Obter abundância material.

Para saber mais a respeito do Linha do Amor, participe do curso Magia da Consciência e os Tronos de Deus. Ministrado pela terapeuta, Vanessa Santos no espaço de atendimento e formação holística Tikura, em Belo Horizonte/MG, o conteúdo é um aprofundamento em magia, direcionados aos magos que buscam um autoconhecimento e embasamento em técnicas, rituais e uma maior conscientização de sua função enquanto magos (as). Os participantes recebem apostila, material de iniciação, certificado e deliciosos café da manhã, almoço e lanche da tarde. Acontece dia 28/07/2018, próximo sábado, das 09:00 as 19:00.

Curso a Magia da Consciência e os Tronos de Deus

5 benefícios sensacionais do spray de ervas

Algumas pessoas utilizam as ervas apenas para dar sabor aos alimentos, mas a sua função vai muito além disso. Quando usadas no dia a dia, seja em uma pessoa ou em um ambiente, seu poder medicinal e aromático oferece benefícios que potencializam a melhoria de vida, mas para usufruir disso é necessário utiliza-las de forma correta. No spray de ervas encontramos uma das mais simples e melhores possibilidades.

Segundo a terapeuta Vanessa Santos, do Tikura, cada erva tem seu mistério e seu próprio poder energético de atuação. O spray de canela e alecrim, por exemplo, é purificador, protetor e atua fortemente na abertura de caminhos. A canela é solar, tem uma força incrível para trazer otimismo, alegria e prosperidade. Além disso, é reconhecida por seu mistério de atratividade, ou seja, ao se conectar com a canela, peça o que deseja conquistar, mas lembre-se sempre de respeitar o livre arbítrio das pessoas. O alecrim é uma planta curinga! Limpa e energiza a aura e ambientes de energias provindas de ansiedade, inveja, olho gordo, tristeza, além de afastar obsessores.

Para limpar as energias negativas, o spray é muito eficiente. Preparado com ingredientes naturais, ele ajuda a afastar o mau que está ao nosso redor. Combinando harmoniosamente as ervas e ingredientes, é possível elevar a vibração positiva, fazer uma limpeza energética e aumentar o bem-estar. A maior vantagem é que você poderá fazer isso sempre que necessitar.

Leia também: Aprenda profundamente sobre as ervas e sua aplicação

Spray de ervas para uso em pessoas

 

Deve ser utilizado sempre que perceber que a energia tanto da sua aura ou de outra pessoa não estiver legal. Para identificar esta necessidade, basta verificar se a aura se encontra desequilibrada com:

  • Depressão
  • Angustia
  • Tristeza
  • Sentimento de vazio
  • Ansiedade
  • Raiva
  • Fadiga
  • Inquietude
  • Doenças
  • Medo
  • Pânico
  • Insegurança
  • Baixa auto estima
  • Pensamentos obsessivos ou negativos

Spray de ervas para uso em ambientes

Seja para receber alguém em sua casa ou afastar energias negativas, as ervas podem ser usadas como um preventivo de malefícios. Aplicando este preparado rotineiramente no ambiente, você evita que o mal chegue até você. O spray e eficaz para:

  • limpar a energia de brigas que impregnam o local com más vibrações.
  • fazer a energia circular pela casa ou ambiente de trabalho.
  • melhorar lugares onde há muita tristeza e sofrimento.
  • preparar o ambiente com boas vibrações para fechar um negócio.
  • harmonizar o ambiente social afastando energias como inveja, brigas, discórdias, obsessores, magias negras, entre outros.

Leia também: Aprenda a fazer o spray de ervas e levante seu astral

O uso constante ancorará uma grande proteção, a vida ficará mais leve e alegre. Comece já e veja a diferença instantaneamente.

Participe do Curso Completo de Ervas. Ministrado pela terapeuta, Vanessa Santos no espaço de atendimento e formação holística Tikura, em Belo Horizonte/MG, o rico conteúdo ensina a como utilizar recursos naturais até a prática no preparo de harmonizador e de mandala. Os participantes recebem apostila, material de iniciação, certificado e deliciosos café da manhã, almoço e lanche da tarde. Mas fique atento, o curso acontece dia 15/07/2018, próximo domingo, e restam poucas vagas. Faça agora a sua inscrição!