Iansã

Iansã, também conhecida na Umbanda e no Candomblé como Oyá, é um Orixá muito popular e famoso no Brasil.

Iansã traz muito forte a questão do empoderamento feminino, um tema muito falado atualmente mas que podemos ver, através de Iansã, que isso já vem de muitos anos.

Iansã traz essa luta interior, com nós mesmas, nos entendendo, nos fortalecendo, para que a gente se conheça e enfrente nossos medos.

“Mulheres, devemos nos unir, devemos cooperar umas com a outras, devemos somar as nossas forças.”

Iansã é uma orixá africana que comenda as tempestades, raios, trovões e ventos. Ela representa o movimento, o fogo, a ânsia de mudança, de deslocamento.

Ela está relacionada a dois elementos contraditórios, a água e o fogo, e isso influencia diretamente em sua personalidade.

Iansã domina na espiritualidade os eguns, espíritos recém desencarnados. Esses são entregues a ela pelas mãos de Obaluaiê, que preside o desencarne. Iansã utiliza o eruexin, instrumento mágico que conduz e subjuga os espíritos sem evolução. Dentre seus adornos está também a espada, pois trata-se de uma orixá guerreira.

Ela representa a força feminina e das mulheres que querem se firmar em um “mundo masculino”. Seu temperamento é ardente, intenso e transgressor.

Iansã pode ser traduzido como “a mãe do céu rosado” ou a “mãe do entardecer”, sendo assim, o rosa é a cor de Iansã por excelência, porém, ela também se manifesta através do amarelo, marrom e vermelho.

Filhos de Iansã

Os filhos de Iansã recebem dela um pouco de sua personalidade forte e franca. Normalmente são pessoas carismáticas e atraentes, são muito temperamentais, adoram seduzir, valorizam sua liberdade, são determinados e bons líderes no trabalho e têm o pensamento bem à frente do seu tempo.

Não poderíamos esperar menos dos filhos dessa Orixá guerreira.

Orixá de sentimentos intensos, representa a sensualidade e as paixões avassaladoras. Ela ama ou odeia com a mesma intensidade, com ela não existe meio termo.

Por ser uma guerreira, Iansã está sempre presente em campos de batalha e em caminhos onde riscos e aventuras se misturam, mas ela não deixa de lado o seu lado feminino e vaidoso.

Iansã não aprecia afazeres domésticos, está sempre longe do lar.

Em algumas lendas, podemos ver que Iansã não é dada a picuinhas, mostrando que nada nela é medíocre ou discreto. Iansã é aquele tipo de mulher que quer um homem ao seu lado para ser seu companheiro e não para dominá-la, nem sustenta-la.

Iansã é a quebra dos limites impostos pelas normas, que impedem o desenvolvimento do espírito. Ela progride, de forma dinâmica, em direção aos aspectos regressivos, trazendo uma nova vida aquilo que estava morto.

Dia 29 de junho teremos Círculo de Mulheres – As Guerreiras de Iansã, venha participar desse dia especial, dessa fascinante vivência.

Para se inscrever, CLIQUE AQUI!

Quer saber um pouco mais sobre As Guerreiras de Iansã? Clique aqui e assista o vídeo que preparamos.

Clique aqui e se inscreva no nosso canal e receba notificações sempre que tiver um vídeo novo.